Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Reflexo de um sonho

Quarta-feira, 15.04.09

Se souberes o que sou
Sem ligares ao que pareço
Ai reside o encantamento.
E as palavras são conchas
Que o mar embrulha na sua fome,
De alcançar o anseio de um sonho.
Um tempo só nosso, sem que haja
Nenhuma batalha de poder.
O amor será um templo maior
E a alegria sem ter dor.
Se souberes o que sou
Na simplicidade da descoberta
Te darei o meu amor, o sorriso
Será química de desejo...
talvez nesta descoberta seja
pilar de alabastro na cor,
um branco perfeito que na pele
vai bordando momentos
de grandeza matemática.
Se souberes o que sou...
no tempo de alcançar, asas
para além deste meu céu.
Nesta dança de prazer
o reflexo meu e teu.



Autora: Airam Vieira


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Voei além dos sentidos

Quarta-feira, 18.03.09

 

 

Não existem palavras

foram levadas nesta lufada de vento

e porque hoje o amor é sinfonia

agradeço esta visão Universal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Agradecimento

Sexta-feira, 06.03.09

Agradeço aos meus amigos/as os selos, os desafios e todos os miminhos com que me agraciam

A amizade mesmo que virtual é sempre uma alegria constante.

Não ando com muito tempo disponivel e espero que sejam compreensivos comigo, apesar de não vos comentar tanto.

Gosto muito de ler o que escrevem, pois a verdadeira poesia está na essência da alma de todos nós.

Obrigada meus queridos amigos e amigas que não são muitos, mas são os melhores para mim.

Com toda a minha amizade e gratidão.

Que Deus vos Proteja.

 

 Maria

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria às 00:25

Sentir

Quarta-feira, 11.02.09

 

 

 

Calaste o riso da madrugada e já nada resta

 

o brilho tornou-se mancha a cavalgar

 

pela floresta...a terra gritou

 

pelo amanhecer na fúria de mais um dia.

 

Pousei os lábios na oferta que a vida

 

me deu e abracei o longo clamor.

 

Morreram as palavras...

 

Nasceu o sol e a chuva continua...

 



Autora: Airam Vieira

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal

Sábado, 20.12.08

 

A energia do Amor circula nas veias do Universo e entre todos os que Somos.

Desejo a Todos os meus amigos/as, mesmo os virtuais, aos visitantes e a todos que por aqui posam o olhar, um Natal tranquilo e cheio de amor.

Maria

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rosa negra

Terça-feira, 18.11.08

 

Como senti… como sinto

Esta loucura em que me perdi

Bato as asas e sou ardil

Metáfora constante no palpitar do jardim

Que morre… que vibra de vida.

Sou rosa negra em beleza perfeita

De mais uma voraz mensagem

Silenciosa e cristalina.

E sou… e fui natureza ardente

fria na  representação

Com que cubro esta angústia

A tapar o riso que se despe

na minha boca inocente.

E que mais posso dizer?

Se no sal da minha pele

Impera o teu odor, silêncio

que canta o vazio, edificado

por mais uma fantasia

de beijos mordidos de ausência .

Assim neste recolher

me sinto uma rosa negra

diferente de outra qualquer.

 

Autora: Airam Vieira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Intervalo

Quarta-feira, 22.10.08

Nunca escreveste nada com

os dentes do teu sorriso

Que cínico brinca comigo…

E já nem tenho poesia dentro de mim

São as palavras que saltam

Da minha mente obscurecida pelo mel,

De um doce silêncio.

Neste Outono de lua cheia.

A luz é o meu portal de papel

Desenhada por aves nocturnas na infinidade

Em que me fazes falta, no girar

De mais um redemoinho de chuva cadente

Nas estrelas que são caminho

Onde chego verdadeiramente.

Sob a pele sons que ostensivamente

Se declaram a mim…

Neste prefácio tão antigo e solto

Mais uma cadência que se abre

Ao som da noite, …intervalo

Que julgo ser mais meu que teu

E espero só mais um pouco

Para assim, desenrolar a noite

Nos braços turvos da aurora.

Escrevo o que dita a minha mente

Nos passos… presentes da fuga…

E amanhã … sou…

Espaço a aquecer o sorriso

Com que escreves … sim!

 

Autora: Airam Vieira

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Visão de mim

Domingo, 14.09.08

 

 

Sei, que um dia morrerei

Deste cansaço que um dia pedi

Neste sangue, horizonte sou

E vejo, a quimera adormecida, acabou…

 

Sei, que todos os elementos partem

Nas raízes profundas, a declinar

As letras que da minha mente emergem

Em toda a minha essência a declamar

 

O grito do meu silêncio, que volta

A ser constante... e enterro grilhões

Amotinados pela beleza de sensações

Pedaços que de mim andam à solta…

 

Pouso os olhos no meu sentir,

suicídio aparente do corpo

deixo o meu mundo fruir

nas fronteiras de um sopro…

 

Com ele das cinzas renascerão

Ideias e visões, será apenas uma lição

Tempo de respirar tocar e sentir,

Um dia sei, que vou resistir…

 

 

Autora: Airam Vieira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

LIberdade

Quarta-feira, 27.08.08

 

 

Hoje eu queria voar, com este círculo de aves em mim

Como só tu… de asas abertas na imensidão pardacenta do céu

Hoje o meu céu não é azul, mas eu sou céu colorido.

Vieste ver-me com o teu poder de caça

E deixaste-me o desejo de liberdade no teu voo silencioso.

 

 

Autora: Airam Vieira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Resignação

Quinta-feira, 03.07.08

imagem da net

 

 

Doente do corpo

na alma dorida

Eu sei...

Nada justifica a ausência

a não ser, o desamor

com que te armas...

armadura de ferro a cintilar em pleno deserto

não vês nada na cegueira da conquista...

e agora fico eu também...

rosa morta na pedra solta

que no chão embateu...

eu sei...

dos dias enfatizados mornos

de sangue a gotejar

nas veias de madrugadas

empobrecidas de vozes

a plantar a dor.

Não existem palavras

na agonia cinzenta das imagens.

Eu sei...

o que só eu sei, no momento

em que murmuro - amor 

na bruma me resigno

e assim amanheço

dentro do ventre que é meu

Universo a soluçar a revelação.

 

 

Autora: Airam Vieira

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930