Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

Domingo, 20.11.05
Para meu coração basta o teu peito
para que sejas livre as minhas asas.
De minha boca chegará até ao céu
o que dormindo estava em tua alma.

Tu trazes a ilusão de cada dia.
Chegas como o orvalho nas corolas.
Com a tua ausênciaa escavas o horizonte.
Eternamante em fuga,irmã das ondas.

Já disse que o teu canto era o do vento
como cantam os mastros e os pinheiros.
És como eles alta e taciturna.
E entristeces de pronto,como uma viagem.

Acolhedora como antiga senda.
abrigas ecos e vozes nostálgicas.
Desperto e alguma vez emigram,fogem
pássaros dormidos e m tua alma.

Pablo Neruda

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria às 00:46





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2005

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930