Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Trocadilho

Sábado, 12.11.11

Eu, só sei que hoje preciso de escrever

é tal o meu cansaço, que eu mesma não sei

se é do dia 11, ou da queda que dei!

O susto foi tão grande que parece que desmaei!

Não leves a mal este verso

do que em cima declarei, pois quem no

fim mais sofreu foi o meu cu, não fui eu!

A brincadeira acabou e logo a sensatez

voltou, pois já me arrependi

Do post que aqui coloquei!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria às 00:08


1 comentário

De poetazarolho a 12.11.2011 às 01:36

“Outr’alma”

A alma não está à venda
Qu’a alma já foi vendida
Para a prestação da renda
Desta vida muito sofrida

Por aí vamos, despidos
Á procura de alternativa
Mas da alma desprovidos
A vida tornou-se aflitiva

Arrependa-se pr’a sempre
Quem a alma nos comprou
Pensando que assim podia

Ficar como dono da gente
Mas cedo demais s’enganou
Logo outr’alma em nós nascia.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930