Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Doce Natureza

Domingo, 20.11.11

 

 Abriu o coração na perdida mente insana.

 Era noite fria e morno foi o dia

 Lua cheia reflectia uns olhos suaves,

 através de um vidro água escorria

 Ela chorava e ele mentia...

 Procurou pelo fim da linha

 em mais um daqueles momentos

 não acabou e ela morria.

 No espaço o filme daquele morro

 descoberto, já nem as árvores o detinha,

 e foi Primavera, verde florido eram os jarros

 da sua vida, na brancura que ia e vinha

 Na terra se deitou, era
 eternidade e mais um dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria às 02:01





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930