Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

Sexta-feira, 30.12.05
Minha alma vou retemperar
Vou ficar sem net durante uns dias
Espero que tenham todos
Um bom Ano
Cheio de criatividade
Amor,ternura e muita inspiração.
Que todas os vossos sonhos
se concretizem.

Maria

Autoria e outros dados (tags, etc)

Como borboleta posei no ramo da vida,e fiz o sofrimento voar.

Terça-feira, 27.12.05

Autoria e outros dados (tags, etc)

Porque é Natal

Segunda-feira, 19.12.05
Porque é Natal
Dou...
A minha alma
Não espero nada...
Apenas o cheiro
o sabor
Do amor...
Porque é Natal
Vejo os meus olhos
Na criança nua
Na mulher da rua
Na natureza morta...
Na boca algemada
De tão calada
Sem esperar nada...
Na minha alma,
Só porque é Natal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

Quinta-feira, 15.12.05
nature.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tu

Quarta-feira, 14.12.05
Busquei...
teu sorriso
Na minha ausência
E só teu corpo
encontrei
despido de mim.
Na noite te busquei,
e foram tuas mãos
Que encontrei.
Folhas de mil cores
abandonei
na brisa te libertei,
Perfume de orvalho
pendurado em ti,
Silêncio dos sonhos
calmos,
pesadelos
sem ti.
No sorriso das estrelas
foste tu,
que eu busquei.




Autoria e outros dados (tags, etc)

Outro dia

Sexta-feira, 09.12.05
Se o medo te move
em várias direcções
Pára...
Mesmo amordaçada,
Pensa no que te atormenta,
Pára...
Respira...
Ouve o vento
Seca as tuas lágrimas
Coragem...
Hoje não é o dia.
Amanhã
Não haverá sofrimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quero

Quarta-feira, 07.12.05
Queria...
Que estivesses aqui agora
Puder aninhar-me nos teus braços,
Sem mentiras nem pudor,
E chamar-te amor.
Queria...
Dar-te as minhas mãos
Cheias e tão vazias,
De amor e solidão,
Queria...
Pedir ao vento
Uma dança sem fim,
Com cheiro a maresia,
Para te acordar.
Queria...
Saber porquê!
O sonho permanece
e o tempo,não tem tempo,
Para o meu amanhã.
Queria...
Não sentir esta dor,
E puder inventar
Que o amor,
Não era o que eu sentia.
Queria...
Amor,
Que estivesses aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O meu Porto seguro,chega em espirais de melodias douradas.

Terça-feira, 06.12.05
Imagem(32).jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Simples Maria

Sexta-feira, 02.12.05
Perdoa-me a ousadia,
Deste poema meu tão breve,
Mas apenas por um dia,
Com ousadia não me serve.

Nunca,Maria,eu te vi,
Mas teu rosto em versos vejo,
Que versos falam por si,
E me tocam como doce beijo.

Quase nunca fui ousado,
Por alguém que valor detém,
Vivo,corro...serei lembrado,
Depois que a morte até nós, vem.

Não se trata de mim,
Mas dessa força escassa,
Porque sempre,não é assim,
A vida que nos envolve e embaraça.

Se me dás força,devolvo- a,
Em mar revolto versejante,
A tua,em mim envolvo-a,
Como manto de força pedante.

Porque se escreve poesia,
Porque tanta dor impressa,
Tem nos versos,simples Maria,
Que a sorte nos arremessa.

Do que vale a nossa escritaa,
Se o tempo tudo apaga,
Porque teu olhar me fita,
Bastando...como me afaga.

Porque pelo amor me decido,
Sempre que meu rosto quebre,
Mesmo que voraz pedido,
De leão, corro - qual lebre...

E Amor omnipresente,
Em cada pedra da calçada,
Que pisada,nada sente,
Posta por alma enamorada.

Nem sei porque o que sinto,
É a força que te devolvo,
Talvez porque o indistinto,
Seja destino que resolvo.

Em tudo que me rodeia,
Vozes cativas em mim,
Porque o estro se incendeia
Pois que arda até ao fim.

Corro neste branco à pressa,
Sem que desenha definir,
Sou quem gratidão não cessa,
Por ti,neste puro sentir.

Sempre que queiras, estarei,
Em horas de escuro cerrado,
Com atentos ouvidos estarei,
Como na poesia enamorada.

E que não cesse o deslize,
À noite ou durante o dia,
Que teus versos te alise,
A alma simples Maria.

EFB

Enviada por um amigo,que sentiu a minha alma.
Obrigado António

Autoria e outros dados (tags, etc)

CartaII

Quinta-feira, 01.12.05
O sonho vai entrando,como uma catástrofe,cheio de milhões de interferências.
Serei eu duas?- Anjo e demónio?
Dividida pelas circuntâncias de uma vida,cheia de preconceitos pré-selecionados por todos,menos por mim.
Esta magia que por vezes sinto,como se a pele e a alma se fundissem,e soubessem de antemão ,a tormenta porque passo - que ando cá há tanto tempo - tu estás tão longe de mim,como eu de ti.
Não resolvo nada,não tenho sotão de memórias, eu sei,- foges - porque tens medo,andas perdido e pensas que sou um vulcão em actividade,e terás possivelmente medo, de morrer "queimado" continuo com as minhas suposições; mas não tenhas medo.Sou tão inofensiva pelo menos para ti,porque entre nós não existe muito; e no entanto perco-me no teu olhar, e tu pareces perder-te no meu.
Serás o meu refúgio,quando sentir a aproximar-se a tempestade, o meu doce calor,nas noites longas de Inverno,apesar de não gostar do Inverno.Terei de contentar-me com o pouco que me dás,apesar da minha sede do absoluto - mas não é fácil, encontrar-te e perder-te - tens razão ao afirmar - temos de aprender a viver,a dar de nós mesmos,o que houver para dar,mesmo sabendo que nada é douradouro.
Acho que estou a fugir da essência da minha intenção,mas não importa;será um desabafo e como diz o poeta- "faz bem à alma".
Tenho medo do silêncio, também será uma mentira,esse silêncio!
Comprei um livro interessante que diz - que a felicidade está dentro de nós e mesmo a viver precariamente,podemos ser felizes é uma questão de sentir.Neste momento não sou feliz,mas infeliz também não, e choro quando queria era gritar,toda a mágoa recalcada. A tua vida? Um aturdimento desenfreado,que perdeu a ideia de meta.Tens medo de parar.Tens medo de te dar.Foges de ti próprio,uma correria vã,vã porque sabes que foges e porque foges,ou daí talvez não e usas a razão para a tentativa desesperada de te conhecer.Continuo com este ciclo que parece não terminar mais,onde estará a intenção?Não me iludo com imagens,e no entanto sinto uma imensa nostalgia, deste sonho real de anjo feito demónio.
Lembra-te de mim se ousares,se quiseres...

Maria

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pág. 1/2





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Dezembro 2005

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031